sábado, 7 de maio de 2011

Eletronicamente fatal – Britney Spears

Depois de voltar com (quase) tudo com o CD Circus e uma turnê sucesso de bilheteria mas nem tanto de crítica, Britney retorna aos holofotes com seu novo trabalho intitulado Femme Fatale.
Seguindo as tendências de mercado, o carro chefe do álbum é o dance que dita as ordens na produção. Nas duas músicas lançadas até agora, Hold It Against Me e Till The World Ends (nessa ordem), o eletro pop domina e a coisa é tão eletrônica que nem precisa de remix pra tocar nas boates da vida. Por falar em remix essa parece ser outra tendência da Britney…

Britney Spears Femme FataleLogo após o lançamento do segundo single, foi liberado um remix da música com a participação de Nicki Minaj e sua compositora Ke$ha, como vc viu aqui. Há boatos que outros remixes vem por aí: Big Fat Bass com Chris Brown e I Wanna Go com Katy Perry. Dizem as más línguas que os remixes e participações seriam pra aplacar Gaga nas paradas. Fofocas a parte voltemos ao Femme Fatale
Não só de música dance é composto o CD, claro que temos o velho pop que aparece em How I Roll, Troube for Me e Crimminal; as velhas influências urbanas que acompanham Britney desde seu segundo álbum são representadas por Inside Out. Destaque para Don’t Keep Me waiting da versao deluxe que tem uma pegada bem rock’n’roll.

Mesmo com com a diversidade que marcam os discos pop, esse em especial tem um pequeno problema, mesmo as músicas ‘não eletrônicas’ são besuntadas de efeitos na voz e clichés da house music, como aquelas partes em que a batida suaviza e a voz fica quase acapella e depois o bit volta com tudo. O auto-tune é tão presente que qualquer pessoa poderia ter gravado esse álbum e o ouvinte não saberia diferenciar; tal modificação na voz aparece em TODAS as faixas, am algumas em menor escala mas ainda está lá.

Vamo lá, Britney, a gente sabe que você pode mais que isso, já provou recentemente em S&M com Rihanna que, mesmo com as limitações vocais, consegue cantar músicas mais difíceis. Talvez não seja a melhor cantora do mundo mas assim também é passa um pouco do limite. Tudo bem que é um certo estilo do trabalho mas tudo demais é veneno.

Mesmo com esse pequeno incomodo  Femme Fatale é um bom álbum com uma produção bem respeitosa de grandes nomes da música Pop como Max Marin e Will.I.Am. Músicas dançantes, letras que botam o pessoal pra cima e claro a própria figura da cantora são os pontos altos do trabalho.

Como todo CD hoje em dia a produção foi lançada na versão standard e deluxe com 4 faixas extras.

Preço médio:
Standard: R$24,90
Deluxe: R$64,00

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...