sexta-feira, 7 de maio de 2010

Quase acústica Sandy volta com "Manuscrito"

Depois de dois anos longe da mídia Sandy (agora sem Júnior) lança o seu primeiro disco solo entitulado "Manuscrito".

Neste trabalho Sandy mostra um pop adulto que flerta com o folk e pop/rock com uma interpretação mais intimista na voz suave da cantora, que por sinal é o ponto alto do trabalho. Todos nós já sabemos que Sandy canta muito bem, e depois de tantos anos de experiência, alguns erros e exageros durante a carreira parece que finalmente e bem na hora de sua ascensão solo descobriu o tom, voz leve e calma com ênfase nas letras.

Por falar em letras, esse é outro ponto positivo de "manuscrito", falam de relacionamento, digressões a respeito da vida, personalidade e por aí vai, são composições da própria Sandy.

Algumas canções tem um arranjo muito parecido, principalmente aquelas mais lentas, sempre um dedilhado de piano ou violão, meio acústico, depois são acrescentadas as bases de bateria(vide "ela/ele" e "Dias Iguais"); produção bem crua na maioria das faixas sem elementos eletrônicos e tem as bases bem simples de baixo, violão bateria as vezes piano e guitarra.
Destaque para as músicas mais animadas, que revelam um pop mais comercial como "Quem eu Sou" e a ótima "Tão Comum" que tem uns elementos meio funk (não é funk carioca não tá?) lembra o som de Lenine.

Numa ouvida geral "manuscrito" é um trabalho que ainda está se decidindo entre o MPB e o Pop, termina ficando pelo meio do caminho, mas o álbum tem a cara de Sandy, é bem o som que se esperava da cantora: aquela coisa mais adulta e levemente sem graça, diferente do pop chiclete que fazia com o irmão na adolescência e se aproximando mais do som
que foi mostrado no acústico MTV, que é bem mais maduro.

As vezes o cd é enfadonho e melancólico, é a trilha que combina com um fim de tarde de marasmo; mas com um pouco de paciência dá pra aproveitar a doçura da voz de Sandy que se casou mas continua aparentemente virgem (tá, parei)

O CD tem previsão de lançamento para o dia 12 de maio vai sair na edição simples e com um Dvd de um documentario sobre as gravações do CD.

Preço Médio: 19,90 CD simples
29,90 CD + DVD


1 comentários:

Caleidoscópio disse...

Escutei. Então, gostei de alguma coisa, mas acho que ela perdeu a chance de realmente se reinventar, sabe? De trazer algo mais diferente, não sei. Com Jr era mais pop, mas há alguns anos já vinha mudando de rumo (aos poucos e lentamente, mas vinha) e achei que não mudou tanto assim com o CD solo. Mas vamos ver no que dá.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...